Travessias da Vida – Conversa entre amigos

Mãos amigas

Sabe amigo, por muitas vezes senti saudades de mim…eu dizia que eu havia-me “perdido” em meio aos acontecimentos, sofrimentos e a multidão que me cercava; naqueles dias de frio…ou em meio ao turbilhão, eu me queria …pra me confortar…pra me sentir acolhida, para sentir um pouco … num lugar conhecido, onde eu me sentisse a vontade, em casa, dentro de mim mesma e; soubesse quem eu sou, onde estava. (…)

Busquei por mim; por momentos, indo de encontro com o que me fazia feliz, outras por caminhos não tão confortáveis… Mas buscava minhas referências, talvez musicais, literárias, de cheiros e gostos simples…aqueles que jamais esquecemos, como um café feito na hora.

Até o dia em que, me olhando frente a frente, diante do espelho, busquei meu olhar, meus sentidos, meu modo de ser e bem profundamente, sem receio olhei pra mim…de novo. Identifiquei algumas mudanças ….até que um dia…daqueles ou desses mesmos…olhei em meus olhos e disse a mim mesma…sinto muito…perdoou-te…amo você, tudo isso vai passar… e como num passe de mágicas … reencontrei-me, me abracei com saudades, mas com sentimento de chegada.

Beijos…estarei aqui sempre ao teu lado…amigo…
Grato pelas tuas palavras! Sobre a vida somos ensinados a fazer algumas coisas desde a tenra idade e até que aprendemos, outras, temos que vivenciar para saber.  As travessias são neste sentido de fazer-nos, experienciar a vida para que possamos aprender sobre o viver.

Quando olhamos o nosso passado com o olhar do presente, descobrimos muito sobre nós mesmos, atitudes, planos e sonhos, que invariavelmente encontra-se em dissonância com os dias de hoje, isso se chama evolução – Graças a DEUS!

Quando avaliamos melhor a nossa capacidade produtiva pelas inúmeras coisas materiais que já fizemos, descobrimos o quando estávamos sem rumo espiritual e algo deveria mover a nossa direção e foi isso que fizemos, mudamos o rumo da nossa força, isso se chama sabedoria – Graças a DEUS!

Quando por fim, olhamos hoje para nós mesmos e nos sentimos perdidos, sem rumo em busca de um porto, temos medo, nos sentimos fragilizados choramos em busca de nós mesmo e pedimos ao PAI que nos oriente, ilumine os nossos caminhos e nos diga o que fazer e; então pela prece nos elevamos ao PAI e aos poucos vamos aprendendo a ouvir os nossos sentimentos mais íntimos, isso se chama fé – Graças a DEUS!

E por fim, quando ainda resta uma pequena sombra do nosso passado que vez ou outra se aproxima e nos faz sentir medo, angustia e solidão; descobrimos que é Jesus presente ao nosso lado, para nos fazer entender sobre o auto perdão e o perdão sobre tudo o que se passou isso se chama AMOR – Graças a DEUS!

E Graças a DEUS! Hoje muitos, podem contar com o PAI, o Mestre Jesus e os bons amigos, que nos amimam para o viver!

Obrigado – Graças a DEUS!

Fonte: troca de e-mail entre dois amigos, que em suas travessias estão vivenciando o viver.

Anúncios

Sobre Roberto Barros

Publicitário

Grato pelo seu interesse no Bem Viver Apometria!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s