Prece de Cáritas

Prece de Cáritas

DEUS, nosso Pai, que sois todo poder e bondade, dai força àquele que passa pela provação; dai luz àquele que procura a verdade, pondo no coração do homem a compaixão e a caridade. Deus, dai ao viajor a estrela guia; ao aflito a consolação; ao doente o repouso. Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, a criança o guia, ao órfão o pai. Senhor, que a vossa bondade se estenda sobre tudo que Criastes. Piedade Senhor, para aqueles que não vos conhecem, esperança para aqueles que sofrem. Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé. Deus, um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a terra. Deixa-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita e todas as lágrimas secarão, todas as dores acalmar-se-ão. Um só coração, um só pensamento subirá até Vós como um grito de reconhecimento e amor. Como Moisés sobre a montanha, nos Vós esperamos com os braços abertos, oh! Poder… oh! Bondade… oh! Beleza… oh! Perfeição, e queremos de alguma sorte alcançar a Vossa misericórdia. Deus, dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vós. Dai-nos a caridade pura; dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas, o espelho onde deve refletir a Vossa Santa e Misericordiosa imagem.

Mme. W. Krill. Ditado pelo Espírito Cáritas – 25 de dezembro de 1873.

Sobre Cáritas
A prece de Cáritas é divina, mas, sua denominação e sua origem são pouco conhecidas. “Chamo-me Caridade, sou o caminho principal que conduz a Deus; segui-me eu sou a meta a que vós todos deveis visar”. O que se apregoa nos meios religiosos e principalmente no movimento espírita é que Cáritas é um espírito que se comunicava através das faculdades de uma das grandes médiuns, Madame W. Krell, em Bordeux, na França. Cáritas esteve encarnada na época do Imperador Diocleciano ano de 244, na figura de Irene que foi martirizada em Roma no ano de 305. Canonizada por sua religião, veio a ser conhecida como Santa Irene, ela foi convertida ao Cristianismo e com cristã sofreu perseguição, foi acusada de possuir “livros proibidos” e foi condenada a fogueira. No Evangelho Segundo Espiritismo e na Revista espírita existem várias mensagens de Cáritas editada por Allan Kardec. A prece “Cáritas” foi psicografada pela Madame W. Krell, na véspera de um Natal de dezembro de 1873, portanto, há 137 anos. Madame Krell, esquecida no presente pode ser considerada um dos maiores médiuns psicográficos da história do Espiritismo.

Baseado no texto de Antonio Paiva Rodrigues, publicado no Portal do espírito. org.

Anúncios

Sobre Roberto Barros

Publicitário

Um pensamento sobre “Prece de Cáritas

  1. Val disse:

    Parece correta a hipótese de que Cáritas teria sido Irene, mas seja quem ela tenha sido, tem o mérito de nos ter enviado a mais comovente e consoladora de todas as preces. Irene ou uma humilde escrava, obrigado para sempre, Cáritas.
    Val (valdtr@ig.com.br) Ps: não sou espírita. Mas isso tem alguma importância?

Grato pelo seu interesse no Bem Viver Apometria!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s