Um mergulho no Evangelho – PARTE I

As matérias contidas nos Evangelhos podem ser divididas em cinco partes distintas: os atos comuns da vida de Cristo; os milagres; as predições; as palavras que foram tomadas pela Igreja para fundamento de seus dogmas; e o ensino moral.

Ao longo da História, as quatro primeiras tem sido objeto de constantes controvérsias. A última, porém, permanece inatacável. Diante desse Código Divino, a própria incredulidade se curva. Para os homens, em particular, aquele Código constitui uma regra de conduta capaz de abranger todas as circunstâncias da vida pública e privada; o princípio de todas as relações sociais, baseados na mais rigorosa justiça. E, finalmente, acima de todas as coisas, o roteiro infalível para a felicidade, o levantamento de uma ponta do véu que nos encobre a vida futura. É exatamente nesta parte que se embasa o objetivo desta obra.

A forma alegórica e o intencional misticismo, da linguagem do Evangelho, faz com que ele seja lido, pela maioria, apenas por dever e desencargo de consciência. Da mesma maneira, é feita a leitura das preces, sem entendimento e, portanto, sem proveito. Assim, passam-lhes despercebidos os preceitos morais, disseminados aqui e ali, intercalados em meio às narrativas. Torna-se, então, impossível tornar, o conjunto, objeto de leitura e meditações especiais.

Muitas passagens, tanto dos Evangelhos quanto da Bíblia e, até mesmo, da obra de autores sacros em geral, são consideradas ininteligíveis e, muitas vezes, irracionais. Tudo isso se dá pela falta de uma chave que lhes faculte interpretar, de forma correta, e lhes apreender o verdadeiro sentido. É no Espiritismo que esta chave se apresenta e se completa, como já puderam reconhecer todos aqueles que, ao longo de sua História, o tem, seriamente, estudado.

Esta é uma obra para todos, onde, todos podem buscar a maneira correta de proceder, de acordo com a moral do Cristo. Aos Espíritas, oferece aplicações que, de modo geral, lhes dizem respeito. Graças às relações estabelecidas, desde o princípio e de forma permanente, entre os homens e o mundo invisível, a Lei Evangélica que os próprios Espíritos ensinaram, a todas as nações do Planeta, já não será “letra morta”. Cada um conseguirá compreende-la e se verá, incessantemente, levado a colocá-la em prática, a conselho de seus guias espirituais.

As instruções que provém dos Espíritos são, verdadeiramente, as vozes do Céu, que vem esclarecer aos homens, e convidá-los à prática do Evangelho.

Sugestão de estudo: Leitura de “O Evangelho Segundo o Espiritismo” – Introdução, Parte I.
Um mergulho no evangelho – São textos publicados no blog Mediunidade e Apometria http://mediunidadeeapometria.blogspot.com/ e gentilmente cedidos para nossa coluna

Anúncios

Sobre Roberto Barros

Publicitário

Grato pelo seu interesse no Bem Viver Apometria!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s