Jovens Médiuns

Olá queridos companheiros,

Hoje me lembrei de uma moça que atendi a duas semanas atrás que sempre soube ser médium, mas um profundo medo do compromisso espiritual a fez recusar a sua mediunidade e agora, o ‘descuidar’ dessa mediunidade tem lhe trazido problemas.

Geralmente não me recordo dos atendimentos, e até mesmo me esqueço de alguns assistidos, pois não me apego aos detalhes e sim ao resultado positivo do atendimento. Mas confesso que depois de atender essa moça fique refletindo sobre os caminhos da minha mediunidade.

Nasci médium, e desde criança tenho consciência disso. Mas foi aos 13 anos que minha mediunidade ficou muito forte e até os 19 anos foi difícil aprender a lidar com ela. Mas mesmo assim hoje eu agradeço, pois vejo o quanto aprendi com essas dificuldades.

Essa geração nova, cheia de índigos, hoje adultos, aprende a lidar muito mais fácil e de forma rápida com a sua mediunidade. É como se nascessem sabendo sobre serem médiuns.  Já os que descobrem a mediunidade quando adultos e maduros enfrentam grandes dificuldades. A reforma intima para esses é muito mais difícil uma vez que possuem seus caracteres formados e suas crenças definidas por uma sociedade diferente. E quando as manifestações corpóreas se dão, mais difícil é a doutrinação, pois possuem seus corpos endurecidos e o receio do descontrole ainda maior.

Descobrir a mediunidade é como aprender um esporte ou uma língua estrangeira, quanto mais cedo mais fácil. Mas nunca é tarde para se aprender. Tudo que fazemos com amor, é feito com alegria e de forma agradável.

Busque amigos que passem por esse descobrir como você. Divida suas experiências e se não for o suficiente fale com amigos mais ‘experientes’. A vida é muito mais fácil quando dividimos com alguém.

Caso tenha perguntas a fazer, experiências a dividir, ou duvidas para esclarecer, postem as aqui. Terei prazer em ajudá-los nessa caminhada. Dividir os meus aprendizados, esclarecer conhecimentos e o que eu não souber buscaremos aprender juntos.

Fiquem em paz!

Fabi Martines

Anúncios

Sobre Roberto Barros

Publicitário

4 pensamentos sobre “Jovens Médiuns

  1. Gabriel disse:

    ola sou catolico mas ja vi alguns seres espirituais nao sei explicar bem mas eu sinto presenças e as vezes chego a velas e tbm crio apego muito forte a objetos de pessoas mortar que eram boas em vida. nao sei nada disso de mediunidade… existe mais de um tipo de mediunidade? se sim quais?

  2. Gabriel disse:

    Olá, gostaria de tirar algumas duvidas sobre mediunidade, minha familia e eu somos espíritas, e eles dizem que sou médium pelo fato de umas vez eu entrar quase em depreção, pois tinham 3 espíritos que me perceguia, cheguei a um pontos muito critico em uma secão mediunica fizeram contato com esses espiritos e eles não quirião me deixar, dizendo que não tinha necessidade dos cuidados dos meus avós e que eles estavam cuidando de mim, enfim gostaria de saber oque fazer para que isso não aconteça mais e, para ser para ser medium oque temos que deixar de fazer para que possamos ser bons médiuns, sem interferencia de más entidades?

  3. Adilson Segundo disse:

    A mediunidade é uma tarefa que tem que ser cumprida pelo médium ou dever desde que ele nasce?

    • Roberto Barros disse:

      Caro Adilson,
      Engraçada a coincidência, mas era exatamente este tema que rascunhei para o próximo post. Ser médium é uma predisposição de fazer o bem, de acreditar numa autotransformação, lenta, pequena, gradual, de si mesmo e das pessoas; uma grande oportunidade que é dada, não sendo a carga maior do que podemos carregar. Para os espíritas, a mediunidade é classificada de acordo com sua natureza. Ela pode ser PRÓPRIA ou NATURAL que aumenta conseqüentemente sua percepção espiritual, de PROVA ou TRABALHO oferecida como uma tarefa a desenvolver quando encarnado, com vistas à sua melhoria espiritual e a de seus semelhantes e/ou de EXPIAÇÃO compromissado adquirido em virtude do mau uso de seu livre-arbítrio anterior (em passadas existências). Mas além destes tipos de mediunidade excepcionalmente podemos encontrar médiuns que são verdadeiramente missionários do plano espiritual, entre os homens, os quais, pelos seus elevados dotes morais e espirituais, se tornam, a título de testemunho, em instrumentos da vontade Divina, em favor da humanidade.

      Fabiana

Grato pelo seu interesse no Bem Viver Apometria!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s